INTZ rescinde contrato de goodZiN após comentários racistas em live

Nesta terça-feira (6), a INTZ rescindiu o contrato com Lucas “goodZin”, jogador de PUBG Mobile, após ele ter feito comentários racistas durante uma stream que foi realizada nesta segunda-feira (5). Ao comentar sobre a atuação na PUBG Mobile Pro League, o jogador se referiu a outra pessoa como “preto filho da p***”.

Depois de ter sido alertado sobre as palavras ofensivas que usou, o streamer continuou usando termos racistas, como “cara marrom”.

No momento da live, companheiros de time de goodZin pediram para que ele parasse de falar. O pedido dos amigos não surtiu efeito.

Em comunicado, a INTZ informou que o caso foi encaminhado para o departamento responsável da organização, que por sua vez, decidiu rescindir contrato do jogador de maneira imediata.

No entanto, apesar de ter seu vínculo quebrado com a equipe, goodZin ainda poderá participar de um processo de reeducação e conscientização coordenado pelos responsáveis.

Nas redes sociais, o jogador afirmou que não vai comentar sobre o assunto e que ficará um tempo afastado do jogo.

Não vou ficar postando nada porque pode dar uma m**** maior. Vou dar um tempo do game e logo estou de volta. Obrigado pelo apoio, disse.

Em nota, a própria PUBG Mobile anunciou que goodZiN está suspenso de campeonatos oficiais por um período de um ano. Confira o comunicado na íntegra:

No dia 04/04, após as partidas pela PMPL Brasil, alguns membros da equipe da INTZ deram entrevista a um canal na Twitch. Durante essa entrevista, um dos jogadores da INTZ, o Goodzin, proferiu insultos racistas a outro jogador de PUBG MOBILE. Frente à prova irrefutável de tal conduta, levando em consideração a natureza das palavras usadas, a Tencent Games decidiu punir com um ano de suspensão em torneios oficiais o jogador, tendo efeito imediato, e utilizando como base o artigo 6.3.3 do regulamento da PMPL Brasl, que diz:

“Os Membros da Equipe não podem ofender a dignidade ou integridade de um país, pessoa ou grupo de pessoas, por meio de palavras ou ações desdenhosas, discriminatórias ou que difamam, devido à raça; cor da pele; origem étnica, nacional ou social; gênero; idioma; religião; opinião política ou qualquer outra opinião; status financeiro, nascimento ou qualquer outro status; orientação sexual; ou por qualquer outra razão.”

A Tencent Games reitera que não compactua com qualquer conduta discriminatória e presta solidariedade à vítima de ofensa. Pedimos também que, ao presenciar condutas parecidas como a que está em pauta agora, denuncie à organização do torneio. Pessoas com senso de cidadania e respeito ao próximo não devem compactuar, disseminar ou replicar discursos que promovam discriminação racial ou de qualquer outra forma.

Deixe um comentário

Your email address will not be published.

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar