Mulher promove ação na justiça contra o Google sem saber que neto joga Freefire.

Moradora de Foz do Iguaçu, mulher moveu um processo de danos morais e matérias na Justiça Estadual contra o Google Brasil internet LTDA e o Banco do Bradesco, depois de perceber que ocorreram descontos no salário. A sentença foi divulgada nesta quarta-feira dia (14) pelo tribunal de Justiça da região (Paraná).

📸 Reprodução / Imagens da internet.

De início a mulher achou que poderia ter feito alguma compra ou gasto que justificasse o desconto, mas em dezembro descobriu que estavam sendo feitos vários débitos em sua conta relativos as contas realizada no aplicativo da loja do Google play disponível no processador Android, desde o mês de agosto no ano de 2019.

A mesma informou que jamais realizou tais compras e que era a única pessoa que utilizava o cartão, ou ao menos achou que era a única. A mulher entrou em contato com o Google, que teria devolvido somente parte da quantia.

“Com o intuito de reaver a integridade dos valores, a autora com uma demanda seguinte, requerendo q requisição de forma dobrado do valor de R$ 687,36 correspondente ao mês de agosto, onde tudo começou até o mês de dezembro, lembrando que foi 2019”.

📸 Reprodução / Equipe Fofoca Gaming.
📸 Reprodução / Imagens da internet.

Bom, depois de todo processo o Google avaliou onde foi pago esse valor, para qual aplicativo da loja. Foi onde identificou que o dinheiro foi descontado em várias recargas no game Garena Freefire.

Resumindo a história, o garoto fazia uso do aparelho telefônico onde no qual foi identificado os valores descontados na conta da mulher que seria a sua Avó, ou seja, o garoto utilizou o cartão da avó para recarregar diamantes no game e não a lhe comunicou, simplesmente ficou caladinho esperando no que iria rolar, jamais esperando que esse BO fosse se tornar algo judicial.

Deixe um comentário

Your email address will not be published.

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar